• Garantir os direitos dos trabalhadores;

  • Modernizar e integrar a sistemática de fiscalização, possibilitando automatizar a captação das informações com a transmissão única de dados para os diferentes órgãos e entidades participantes do projeto;

  • Reduzir os custos operacionais, simplificando e padronizando a entrega de informações;

  • Racionalizar e uniformizar as obrigações acessórias para os empregadores;

  • Diminuir a inadimplência, a incidência de erros, a sonegação e a fraude;

  • Integrar os sistemas informatizados das empresas com o ambiente nacional do eSocial, possibilitando grande automação na transmissão das informações dos grandes empregadores;

  • Atender a diversos órgãos do governo com uma única escrituração e declaração, facilitando o cumprimento das diversas obrigações trabalhistas e tributárias atualmente existentes.

          Fonte: eSocial